CONTEÚDO
DO CURSO

Como prevenir doenças com o sal nos lagos?

A utilidade do sal nos lagos de água doce serve para ajustar a dureza cálcica da água e para melhorar a imunidade biológica dos peixes, diminuindo o estresse causado pelo nitrito e afastando os parasitas e doenças indesejáveis. A aplicação do sal pode diminuir bastante os efeitos dos nitritos na água, que é tóxico aos peixes.

Não devemos usar o sal de cozinha nos lagos, pois este tipo contém iodo (tóxico aos peixes), além do cálcio, potássio e outros químicos, que podem desestabilizar os parâmetros da água e prejudicar o ecossistema. O sal marinho puro encontrados em lojas de aquarismo e o famoso sal grosso de churrasco (sem iodo) são os mais indicados para uso em lagos ornamentais.

Devemos cuidar para não exagerar na quantidade de sal para o volume do lago, podendo agredir a biologia geral do sistema (matando as colônias de bactéria e micro organismos). Não devemos colocar exageradamente, pois altos níveis de sal na água irrita a pele e prejudica a saúde dos peixes. Não aplique com plantas aquáticas e peixes intolerantes ao sal, como o Cascudo, por exemplo. 

O sal não trata as doenças, ele age exclusivamente subindo a densidade da água, fazendo com que os peixes produzam mais muco e fiquem mais resistentes as doenças. Ele deve ser usado como prevenção e não como tratamento, servindo como um antibiótico natural. O curso Mestre dos Lagos fornece uma tabela do uso de sal na prevenção das doenças, com todas as doses e o tempo de exposição no tratamento do peixe.

Se você gostou das informações, compartilhe e ajude a divulgar o curso completo de Laguismo.

Para adquirir nosso curso completo acesse o site www.mestredoslagos.com.br