APRENDA A CONSTRUIR LAGOS PLANTADOS

Se você gosta de lagos e plantas essa é a oportunidade de aprender a montar um lago plantado. Esse tipo de lagos não requer tantas manutenções habituais, pois as plantas se encarregam de manter o lago em perfeito equilíbrio. Você cultivará belas plantas aquáticas em seu plantado, mantendo um pedacinho da natureza em seu jardim. Escolha lugares que pegue sol pelo menos um período do dia, pois a grande maioria das plantas aquáticas gostam de incidência solar. Qualquer espaço no quintal de sua residência poderá abrigar grande variedade da flora e fauna aquática.

Para montar seu lago plantado, você precisará ter os seguintes itens:

  • Manta para lagos (PVC ou EPDM),
  • Manta geotêxtil de proteção,
  • Húmus de minhoca,
  • Laterita concentrada,
  • Terra vermelha,
  • Areia neutra (pré lavada para lagos).

 

MONTAGEM

Demarque o formato do seu lago e escave o buraco com até 50 cm no máximo. Procure deixar as paredes inclinadas para maior segurança na montagem das pedras. Coloque a manta de proteção e por cima instale a manta para lagos, logo após coloque outra manta de proteção para proteger a impermeabilização. Monte as pedras encaixando-as uma sobre a outra em volta do lago. Misture o húmus e a laterita com a terra vermelha formando a composição de substrato fértil para plantação aquática. Aplique tudo no fundo do lago e em seguida coloque um pequena camada de areia neutra até formar uma espessura de 10 cm no total. Com isso aumentará a área para a colonização e enraizamento das plantas. 

CICLAGEM

Agora você pode encher de água e esperar a ciclagem. Não se preoculpe com aspécto escuro inicial da água, pois em poucas horas ficará limpa. É prudente esperar algumas semanas para a colonização das bactérias nitrificantes que manterá os níveis de compostos nitrogenados ideais e equilibrados para vida aquática. Contudo, deve-se levar em consideração as etapas do ciclo do nitrogênio (amônia -> nitrito -> nitrato) para que se tenha certeza de que a ciclagem foi concluída. É interessante introduzir logo nos primeiros dias peixes pequenos, como os Poecilídeos (Espadas, Platis e Guppys, por exemplo) que possuem certa resistência as condições adversas, e ao mesmo tempo se alimentaram de possíveis larvas de mosquito presentes na água.

FLORA

Na própria natureza e nas lojas especializadas existem grande diversidades de plantas aquáticas. Escolha as plantas palustres, flutuantes, submersas, submersas com folhas emersas e plantas marginais de sua preferência. Plante diretamente no substrato plantas como as Valisnérias, Hygrophilas, Anubias, Elodeas e outras de sua preferência, sempre respeitando a distância entre elas. O mais importante nesse tipo de lago é a densidade das plantas quando estiverem bem formadas no ambiente. Como não há a instalação de nenhum sistema de filtragem artificial, é necessário que haja um equilíbrio entre a quantidade das plantas em relação à fauna. Caso haja super população de peixes, o resultado evidente será a eutrofização da água, deixando a água pobre em nutrientes e proliferando algas. Se preferir habitar seu lago com bastante peixes, é aconselhável instalar um sistema de filtragem para manter a água limpa, bem oxigenada e cristalina.

FAUNA

Não coloque peixes que comem plantas aquáticas. Você pode compor sua fauna com uma diversidade de espécies da bacia amazônica junto com peixes de origem asiática. Existem outras opções como, peixes de fundo, peixes de cardume, de alta reprodução, de superfície, entre outros. Sempre respeitando seu clima de origem, pH natural e comportamento com outros peixes. Mantenha atenção na quantidade de peixe em relação ao volume total de água do lago plantado. Para não extrapolar na quantidade de peixes ornamentais você pode se basear na seguinte regrinha: 1 cm de peixe para cada 2 litros de água.

DECORAÇÃO

Agora chegou a hora da criatividade. Procure usar no jardim do lago, plantas típicas da região. Escolha artefatos de decoração que combinam com seu jardim e residência. Você pode utilizar pedras, pedregulhos e itens de decoração como, bancos, decks ou pontes sobre o lago. Toda a vegetação plantada irá esconder os detalhes de acabamento em volta do lago, inclusive a sobra da manta mantendo o ambiente bem natural.

Saiba tudo sobre o universo do laguismo adquirindo nosso curso Mestre dos Lagos - Curso de Lagos Ornamentais.

 

Acesso pelo site www.mestredoslagos.com.br