MANUAL DO LAGUISTA INICIANTE

São muitos os interesses por lagos ornamentais que acabou se tornando a porta de entrada para muitas pessoas interesadas nesse hobby. Criar peixes ornamentais em lagos de jardim despertou a atenção em relação a prática do Laguismo. Hoje em dia você encontra um lago ornamental não só em lugares comerciais, mas também em muitos jardins residenciais atualmente.

Afinal, a água torna-se uma forte tendência nos projetos de paisagismo. Ter um lago ornamental para contemplar a natureza favorece a beleza e o requinte que agrega sofisticação em qualquer espaço arquitetônico, seja interno ou externo em uma residência.

Os lagos são geralmente sistemas fechados, ao contrário das lagoas naturais com seus córregos fluindo através delas. Os sistemas fechados dependem de filtragem biológica para purificar e poder dar vida ao lago, filtro ultra violeta para esterilizar as algas e bombas para circular e oxigenar a água, através de cascata ou corredeira.

Essas tecnologias garantem uma água equilibrada em perfeitas condições para a vida aquática. Hoje já possuem técnicas que nos permite, ter lagos com baixa manutenção, baixo consumo de energia e com uma ótima qualidade de água todos os dias do ano.

A água sempre foi um sinônimo de relaxamento e meditação, e como tal, um lago ornamental construído numa área verde é perfeito para relaxar no fim de semana ou após um duro dia de trabalho. Além de valorizar e embelezar o ambiente favorece uma enorme sensação de paz e tranquilidade, por isso, muitas pessoas fazem deste sonho uma realidade.

Quem nunca quis construir um belo lago no jardim ou no quintal de casa? E habitar com algumas espécies de peixes que faz toda diferença na coloração do ambiente aquático? Com isso, as Carpas Nishikigois acabam sendo as mais apreciadas e escolhidas para criação nos lagos de jardim, por serem coloridas e dóceis.

A escolha em ter um lago dependerá do espaço disponível para a construção. Existem algumas dicas em relação ao projeto de criação de um lago ornamental. O bom resultado vai depender de um plano inicial adaptado às características do ambiente onde será instalado o seu lago. Portanto, é importante alguns passos antes de colocar a ideia em prática:

Se preferir um lago em estilo formal com linhas retas, formatos quadrado ou retangular se encaixa melhor nos detalhes arquitetônicos. Esses lagos geralmente são em concreto que também podem ser em formatos variados, dependendo da imaginação de cada projetista.

Se preferir os lagos informais construídos com impermeabilização em manta, também é uma excelente escolha, por se adaptar a qualquer tamanho e contorno através da flexibilidade do revestimento, permitindo mais liberdade na criação dos projetos. Dá perfeitamente para pôr em prática a criatividade e imaginação em construir as formas irregulares, copiando os lagos e córregos encontrados na própria natureza.

Depois de decidir o formado do lago e se a ideia é também criar peixes ornamentais, o próximo passo é escolher as espécies de peixes para colocar no lago. Com isso, seria de fundamental importância definir o volume e tamanho do seu lago.

Se preferir escolher criar carpas coloridas é preciso ter um lago de 2 x 3 metros e um buraco com no mínimo 50 cm de profundidade, para deixar os peixes confortáveis. As carpas tem o crescimento acelerado, podendo alcançar 50 cm ou mais em 4 anos, por isso a escolha de lugares maiores.

As pedras para decoração em lagos podem ser grandes, neutras e sem cantos vivos. Mantendo sempre o cuidado para não colocar pedras que soltam resíduos no tanque ou alteram o pH da água. Escolha as rochas que combinem com o lugar, inclusive os seixos rolados e pedriscos para o acabamento, e para o paisagismo escolha gramíneas no entorno e plantas específicas da região.

Areia branca neutra fica muito bem na decoração de fundo no lago ornamental. O fundo fica bem vistoso e sofisticado, aplicando a areia branca decorativa, que além de valorizar o laguinho ornamental também destaca as cores dos peixes.

A escolha correta do local é muito importante para evitar problemas futuros. Dê preferência a lugares que pegam sol somente algumas horas por dia e não o dia todo.

Evite construir embaixo ou perto de árvores que derrubam muitas folhas, evitando assim, o aumento da manutenção nos filtros e no lago em geral.

Certifique-se de que o local escolhido não é próximo à árvores de raízes tubulares que podem furar ou danificar a estrutura e a impermeabilização do lago.

Procure lugares de fácil escavação. A área destinada a modelagem do lago deve estar livre de tubulações enterradas, britas, rochas, raízes ou entulhos que impossibilitem a remoção manual da terra (processo inicial da construção do lago).

Escolha um lugar plano e anivelado. Evite zonas baixas e alagadiças, terrenos pedregosos, áreas desniveladas e baixadas no terreno, pois pode ocorrer riscos de enxurradas entrarem no lago, arrastando defensivos, terras, adubos ou substratos do jardim para dentro do mesmo.

Procure lugares com terra firme e evite solos arenosos, pois será preciso compactar a terra antes da montagem do lago.

Mantenha um ponto de energia elétrica próximo ao local para alimentação das bombas, filtro UV e a iluminação (caso queira utilizar no interior do lago ou no jardim).

Um ponto de água para uma torneira ou registro que servirá numa eventual limpeza da filtragem mecânica, troca parcial ou para completar o nível da água, (se mantiver peixes é necessário que a água esteja sem cloro).

É necessário ter as medidas da cava para saber o tamanho da manta (se preferir construir em manta) e o volume em litros de água de todo o lago ornametal.

A profundidade não deve ser inferior a 50 cm, para não sofrer oscilações bruscas de temperatura que pode prejudicar a vida existente e ainda favorecer o ataque de predadores.

Após a conclusão da obra é considerado um perigo potencial, crianças pequenas frequentar o local. Nesse caso podemos criar barreiras físicas para evitar o acesso e fornecer mais segurança.

O objetivo desse manual é ajudar os iniciantes no laguismo a construir seu primeiro lago ornamental em casa. O bom resultado depende de um planejamento adequado as características do local. Agora vamos mostrar os principais materiais e equipamentos que são necessários para construir um lago ornamental:

O tipo de material necessário vai depender de cada projeto escolhido. Os formais por exemplo, são trabalhados em concreto, por apresentarem linhas retilíneas. Já os lagos informais exigem a aplicação da manta geomembrana e a manta geotêxtil de proteção, que permite impermeabilizar e proteger, moldando o formato irregular da cava.

As bombas d’água são consideradas o coração do lago. Elas que irão movimentar e circular a água, passando pelos filtros. A utilização correta é fundamental para que o sistema de filtragem do lago tenha sucesso para manter a vida dos peixes.

O filtro biológico tem como função fazer com que a água do lago passe pelos compartimentos internos para manter-se limpa e renovada, sendo retirados detritos e outros compostos orgânicos prejudiciais ao sistema.

O filtro UV tem como principal função eliminar as algas que deixam a água do lago esverdeada. Além de combater as algas o filtro ultra violeta ajuda também na prevenção de doenças nos peixes causadas por vírus e bactérias.

Acompanhe também o nosso grupo no facebook: Amantes de Lagos Ornamentais - https://www.facebook.com/groups/amantes.lagos/  para você obter mais inspirações para o seu projeto. 

Construir um lago não é difícil. Basta ter dedicação e força de vontade para realizar o sonho. Se preferir mais conhecimento e outras dicas de construção e manutenção de lagos ornamentais acesse o curso Mestre dos Lagos pelo site www.mestredoslagos.com.br e estude os passos da montagem no conforto do seu lar.

Curta também nossa página no facebook Mestre dos Lagos - Curso de Lagos Ornamentais e fique por dentro sobre novos assuntos e dicas de lagos ornamentais. Faça você mesmo(a) seu lago em casa e compartilhe momentos agradáveis com amigos e familiares!!!

www.mestredoslagos.com.br