TIPOS DE FILTRAGEM EM LAGOS ORNAMENTAIS

A filtragem é um dos mais importantes elementos para manter um lago em bom funcionamento para garantir a qualidade dos parâmetros da água. É ela que vai fornecer o sucesso ou o fracasso de um lago ornamental. Se tratando de filtragem não podemos economizar em mídias biológicas alternativas, pois a probabilidade de sucesso é muito baixa e a manutenção é sempre constante.

Para manter um lago em perfeitas condições temos a obrigação de fornecer qualidade aos nossos peixes e com elementos de filtragem de ponta, como as cerâmicas, por exemplo. Com 1,5 kg (2,2 litros) de cerâmicas se consegue tratar uma área para colonização de bactérias entre 1500 litros de água (dependendo de cada fabricante), oferecendo um excelente elemento biológico para o sistema de filtragem de um lago ornamental.

A biologia é constituída através da água passando por compartimentos em que haja esses materiais porosos e granulométricos de excelente qualidade, para que as bactérias aeróbicas multipliquem-se em grandes colônias, facilitando a sua reprodução. Os micro poros auxiliam a colonização de milhares de bactérias benéficas, pois são elas que decompõem os elementos em suspensão na água como, os excrementos dos peixes, as sobras de alimentos e outras impurezas sólidas.

Hoje existe no mercado uma grande variedade de sistemas de filtragens já dimensionados para cada volume de lago. Basicamente encontram-se três grupos de filtros para lagos ornamentais:

Filtros caseiros: São filtros improvisados em vidros de aquários, caixas d’água, galões em PVC ou caixas de amianto. Estes filtros são construídos e dimensionados na tentativa de fornecer uma boa filtragem. A chance de dar certo é limitada, mas quanto maior o conhecimento em biologia e hidráulica maior serão as chances de funcionar. Normalmente utilizam como elemento filtrante: cascalhos, cacos de telha e tijolos com a manta acrílica. Estes matérias não possuem sua porosidade controlada, tornando a sua utilização uma grande loteria para muitos iniciantes no hobby.

Filtros industrializados: São feitos em grande escala e dimensionados para cada tipo de lago, com materiais termoplásticos que utilizam espumas, escovas e mídias (cerâmicas ou biobolls) como elemento filtrante. Alguns possuem esterilizadores UV integrados e retro lavagem que facilitam o processo de limpeza.

Filtros profissionais: São filtros projetados em empresas construtoras de lagos ornamentais. Sistemas robustos, feito em fibra, termoplástico, concreto ou inox. São projetados e entregues junto com o lago pronto, conforme acordo estabelecido pelo contratante e com a empresa contratada, dimensionados através da quantidade do volume de água no lago. Em geral esses filtros ficam enterrados no nível do lago, que garante a estética do projeto. São escondidos com decks de madeira, incorporados ao jardim (acesso com alçapão), facilitando totalmente à área do filtro para as devidas manutenções.

A escolha do filtro biológico fica a critério de cada projeto e suas necessidades. Essa escolha depende de alguns fatores como o formato do lago e o volume de água, por exemplo. Mas podemos afirmar que uma mídia biológica de qualidade trará grandes benefícios na qualidade da filtragem e com poucas manutenções ao lago ornamental.

O curso Mestre dos Lagos mostra outras informações sobre filtros biológicos e técnicas de instalação no lago. Curta também nossa página no facebook Mestre dos Lagos - Curso de Lagos Ornamentais e fique por dentro sobre novas dicas de lagos ornamentais. 

Faça você mesmo seu lago em casa!!! Invista no seu sonho e seja um mestre em lagos ornamentais adquirindo nosso curso completo através do site: 

www.mestredoslagos.com.br